NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

CALCULE O SEU PESO IDEAL

SAIBA MAIS SOBRE O IMC E SOBRE COMO CALCULÁ-LO E ENCONTRE A SUA FORMA IDEAL

CALCULE O SEU IMC

CÁLCULO DO IMC: DESCUBRA O SEU PESO IDEAL COM O ÍNDICE DE MASSA CORPORAL

Quer descobrir o seu peso ideal? O índice de massa corporal (IMC) pode ajudar a calculá-lo. O seu peso deve ser dividido pelo quadrado da sua altura. A idade e o peso também têm um papel específico. A fórmula para encontrar o seu peso ideal é a seguinte: (massa corporal em quilos) / (altura em metros)²

 

CÁLCULO DO IMC: DESCUBRA O SEU PESO IDEAL COM O ÍNDICE DE MASSA CORPORAL

Sexo:
feminino


30 kg150 kg
100 cm220 cm
22.8
Peso normal
Continue, está em excelente forma!
De acordo com o cálculo do IMC, o seu peso está dentro da normalidade. Mantenha-o, seguindo uma dieta adequada e a praticando exercício físico com alguma regularidade.

O que é que indica o índice de massa corporal?


O IMC indica a relação entre o peso e a altura. Conforme o resultado deste cálculo e consoante a idade e o sexo, a nossa calculadora de IMC consegue determinar um valor que indica exatamente se tem ou não um peso normal. A tabela do IMC apresentada ao lado contém uma classificação das diferentes categorias de peso em função da idade e oferece um panorama para compreender se o seu valor está no limite de outra categoria de peso. Por exemplo, poderá estar na categoria “peso normal” apesar de já estar perto de “peso baixo” ou da “pré obesidade”. Em função da sua constituição atual e do seu estado de saúde poderá ser necessário um aumento ou uma perda de peso. De qualquer forma, no caso de valores extremos, consulte o seu médico para identificar eventuais medidas a adoptar de forma a minimizar os riscos para a sua saúde.

As pessoas que fazem muito desporto apresentam frequentemente um índice de massa corporal muito elevado. Por esta razão, o mais indicado para elas é efetuar uma análise da gordura corporal.

Idade

18-24 anos

Peso Baixo

< 19

Peso Baixo

< 20


Peso normal

19 - 24

Peso normal

20 - 25


Pré obesidade

24 - 29

Pré obesidade

25 - 30


Obesidade

29 - 39

Obesidade

30 - 40


Obesidade grave

> 39

Obesidade grave

> 40

Idade

25-34 anos

Peso Baixo

< 20

Peso Baixo

< 21


Peso normal

20 - 25

Peso normal

21 - 26


Pré obesidade

25 - 30

Pré obesidade

26 - 31


Obesidade

30 - 40

Obesidade

31 - 41


Obesidade grave

> 40

Obesidade grave

> 41

Idade

34-44 anos

Peso Baixo

< 21

Peso Baixo

< 22


Peso normal

21 - 26

Peso normal

22 - 27


Pré obesidade

26 - 31

Pré obesidade

27 - 32


Obesidade

31 - 41

Obesidade

32 - 42


Obesidade grave

> 41

Obesidade grave

> 42

Idade

45-54 anos

Peso Baixo

< 22

Peso Baixo

< 23


Peso normal

22 - 27

Peso normal

23 - 28


Pré obesidade

27 - 32

Pré obesidade

28 - 33


Obesidade

32 - 42

Obesidade

33 - 43


Obesidade grave

> 42

Obesidade grave

> 43

Idade

55-64 anos

Peso Baixo

< 23

Peso Baixo

< 24


Peso normal

23 - 28

Peso normal

24 - 29


Pré obesidade

28 - 33

Pré obesidade

29 - 34


Obesidade

33 - 43

Obesidade

34 - 44


Obesidade grave

> 43

Obesidade grave

> 44

Idade

65+

Peso Baixo

< 24

Peso Baixo

< 25


Peso normal

24 - 29

Peso normal

25 - 30


Pré obesidade

29 - 34

Pré obesidade

30 - 35


Obesidade

34 - 44

Obesidade

35 - 45


Obesidade grave

> 44

Obesidade grave

> 45

Idade Peso Baixo Peso normal Pré obesidade Obesidade Obesidade
grave
18 - 24 < 20 20 - 25 25 - 30 30 - 40 > 40
25 - 34 < 21 21 - 26 26 - 31 31 - 41 > 41
35 - 44 < 22 22 - 27 27 - 32 32 - 42 > 42
45 - 54 < 23 23 - 28 28 - 33 33 - 43 > 43
55 - 64 < 24 24 - 29 29 - 34 34 - 44 > 44
65+ < 25 25 - 30 30 - 35 35 - 45 > 45
Idade Peso Baixo Peso normal Pré obesidade Obesidade Obesidade
grave
18 - 24 < 19 19 - 24 24 - 29 29 - 39 > 39
25 - 34 < 20 20 - 25 25 - 30 30 - 40 > 40
35 - 44 < 21 21 - 26 26 - 31 31 - 41 > 41
45 - 54 < 22 22 - 27 27 - 32 32 - 42 > 42
55 - 64 < 23 23 - 28 28 - 33 33 - 43 > 43
65+ < 24 24 - 29 29 - 34 34 - 44 > 44

Peso baixo

Para o corpo humano, ter um peso abaixo do normal é tão pouco saudável, ou pior, do que ter excesso de peso. Uma mulher tem um peso baixo quando o seu valor de IMC é inferior a 19, enquanto para um homem o limiar é 20. Se estiver abaixo dos valores normais deve consultar um médico para receber aconselhamento nutricional. Um peso abaixo do normal pode ser provocado por diferentes fatores. Poderá ser uma decisão voluntária como uma privação alimentar ou distúrbios do comportamento alimentar como anorexia e bulimia que necessitam do aconselhamento de um médico. Estes distúrbios alimentares podem atingir tanto homens como mulheres, independentemente da idade. Em muitas situações é necessário a intervenção do ambiente social e de especialistas para poder realizar uma mudança de alimentação e de mentalidade a longo prazo. 

Entre as causas adicionais que provocam esta falta de peso, encontramos as doenças metabólicas, como o hipertiroidismo ou a diabetes, parasitas, doenças inflamatórias intestinais como Sindrome de Crohn, intolerâncias alimentares ou doenças hepáticas. Também os fatores psíquicos, como o stress, podem ainda gerar falta de apetite e, por conseguinte, magreza extrema.

Em qualquer dos casos é necessário ter em atenção começar a ter uma alimentação rica em nutrientes e calorias. O desporto e o aumento da massa muscular ajudam também a aumentar o peso.
 

NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

Peso normal

Por peso normal entende-se o peso natural ou ideal de uma pessoa dependendo da idade e do sexo. Para as mulheres, é desejável ter um índice de massa corporal entre 19 e 24, enquanto para os homens o IMC deve situar-se entre 20 e 25. Estes intervalos indicam, na realidade, que existe uma perfeita harmonia entre o peso e a altura ou seja, no que diz respeito à alimentação e saúde, tem feito, até hoje, muitas escolhas corretas. Uma alimentação equilibrada e uma dose suficiente de exercício ajudam a manter-se em forma.

Peso a mais

O termo excesso de peso é relativo a três categorias: pré obesidade (o IMC está compreendido entre 24 e 30 para as mulheres e 25 e 30 para os homens), a obesidade (com um IMC entre 30 e 40 tanto para os homens como para as mulheres) e a obesidade grave (com um IMC superior a 40 tanto para os homens como para as mulheres). Se tiver peso a mais, deve em qualquer caso consultar um médico e um nutricionista, uma vez que existe o risco de desenvolver doenças cardiovasculares.

Para ter um panorama mais fiável do seu tipo de excesso de peso, deve consultar o seu médico. Com a ajuda do médico poderá analisar a composição do seu corpo em termos de percentagem de massa gorda, massa muscular e água. A partir daqui, serão definidos os objetivos que não se concentrarão necessariamente apenas numa diminuição do peso corporal. Um instrumento particularmente apreciado para medir os seus progressos é a fita métrica. No início do seu novo programa alimentar, meça os seus pontos críticos: barriga, cintura e peito, em intervalos regulares, ou quando se aperceber que as roupas estão lentamente a ficar mais largas, meça-os novamente. A vantagem: deste modo, eventuais oscilações de peso provocadas por retenção de líquidos ou pela menstruação, que se manifestam na balança como quilos a mais, não irão perturbar o seu humor. A fita métrica irá mostrar que continua a perder centímetros.
 

NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

Obesidade e obesidade grave

Por obesidade entende-se a obesidade patológica que pode atingir homens, mulheres e crianças, sem distinção de classes sociais. Nos homens e nas mulheres falamos de obesidade quando o IMC está compreendido entre 30 e 40 e de obesidade grave quando IMC é superior a 40. Caso tenha um valor destes, aconselhamos que consulte o seu médico de família para controlar o estado de saúde, a pressão arterial e os valores do sangue. As doenças cardiovasculares estão frequentemente associadas a um IMC elevado, por exemplo. Neste caso, até mesmo a distribuição de massa gorda tem um papel fundamental. Nas pessoas que apresentam um corpo “em forma de maçã” a maior parte das reservas de gordura deposita-se na região abdominal e, por conseguinte, também à volta dos órgãos internos. Estas pessoas estão, por isso, mais sujeitas ao risco de sofrerem de doenças cardiovasculares no futuro. As pessoas com um corpo “em forma de pera”, em que as camadas de gordura se acumulam normalmente nas ancas e coxas, correm menos esse risco.

Se o corpo receber demasiada energia, mais do que aquela que consegue gastar, esta transforma-se em gordura. Com o tempo, acumulam-se alguns quilos em excesso. Entre os motivos adicionais para um aumento de peso tão elevado, estão também as doenças metabólicas, como por exemplo o hipertiroidismo ou diabetes, além dos desequilíbrios hormonais da gravidez ou da menopausa.

Se sofre de obesidade e obesidade grave é absolutamente necessário que reduza o seu peso corporal. Desta forma, não é apenas o seu aparelho locomotor que se torna mais leve, mas, a cada quilo perdido, diminui o seu risco de doenças cardiovasculares, cancro, diabetes, gota, enfarte ou trombose.
 
8 PASSOS PARA A SUA FORMA

REDESCUBRA A SUA FORMA IDEAL COM 8 SIMPLES PASSOS DIÁRIOS

Manter-se em forma é importante, porque gostamos de nos ver bonitas e sentir-nos com saúde. Encontrar o seu peso ideal e mantê-lo não é impossível! Propomos 8 simples passos que poderá fazer para reencontrar a sua forma ideal de modo saudável e sem dietas extremas

NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

1. Calcule o seu índice de massa corporal

Antes de mais, deve saber em que categoria de peso se encontra. Talvez já tenha alcançado o peso ideal, talvez só tenha alguns quilos a mais ou tem, efetivamente, excesso de peso. 
Para o descobrir pode utilizar a calculadora IMC NIVEA e calcular o seu índice de massa corporal que indica qual a relação entre o seu peso e a sua altura. Em função da idade e do sexo, a calculadora estima um valor que indica se tem um peso normal.

O excesso de peso ou a falta de peso são ambos prejudiciais para a sua saúde. Chegou o momento de agir! O melhor é consultar um médico e pedir a ajuda de um nutricionista. 

Contudo, mesmo que já tenha alcançado o seu peso ideal, os nossos conselhos podem ser úteis: no fundo, quer certamente continuar a manter a boa forma.

 

2. Adeus dietas!

Voltar a vestir um vestido antigo, a época da praia à porta, um encontro importante: numerosos são os motivos que nos levam a fazer dieta para perder peso. E muitas vezes pretendemos ter resultados rápidos, como perder 10 quilos em 2 semanas. 

Resultados que normalmente, porém, uma dieta não permite alcançar. O problema é o seguinte: fazer dieta durante muito tempo é muito difícil

Após uma ou duas semanas, um pouco mais para as mais esforçadas, desistimos. Começamos por petiscar chocolate, comemos excecionalmente uma pizza com salame e, pouco tempo depois, a dieta já não é mais do que uma lembrança longínqua e voltamos aos nossos velhos hábitos alimentares

O problema é que naquele momento o nosso corpo vinga-se da privação a que o obrigámos com a dieta. Com o chamado efeito ioió

Todos os processos metabólicos estão reduzidos devido à sua dieta, motivo pelo qual as calorias necessárias para o seu dia-a-dia diminuíram também. Por esta razão, assim que recomeça a comer de forma normal, cada caloria é imediatamente tida em consideração e fica registada na balança. 

 

NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

3. Evite pratos pré-cozinhados/alimentos refinados

Pizza congelada, hambúrgueres, chocolate, farinha branca, açúcar: todos estes alimentos existem apenas há algumas décadas. 

Este é o motivo pelo qual o nosso metabolismo não está de todo preparado para este tipo de alimentação. Corantes, conservantes e intensificadores de sabores são substâncias de que o nosso corpo não se pode servir. A alimentação industrial afeta o equilíbrio hormonal e o corpo não recebe substâncias nutritivas suficientes. Consequência: excesso de peso. 

E não só: sente-se cansada, fraca e esfomeada. 

O segredo para alcançar ou manter o seu peso ideal é adotar uma alimentação saudável e equilibrada. Esqueça o mais possível os produtos acabados e mude a sua alimentação escolhendo alimentos nutritivos e frescos. Só assim poderá emagrecer de forma saudável e duradoura.

 

4. Nunca vá ao supermercado com o estômago vazio

O estômago resmunga tanto que até os vizinhos conseguem ouvi-lo. É o melhor momento para ir às compras. Errado! Não volte a cometer este erro se quer emagrecer de forma saudável.

O motivo? Um estômago vazio compra demais. Quando temos fome temos automaticamente tendência para comprar compulsivamente mais produtos e alimentos menos saudáveis. 

A nossa sugestão é: se tem muita fome, coma primeiro um pequeno snack saudável. Só depois preparar uma lista de compras e não se esqueça, respeite-a rigorosamente. Evitará assim compras de impulso.

 

NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

5. Reforce os músculos – Exercícios para emagrecer

Emagrecer não funciona sem desporto – pelo menos a longo prazo. De facto, evitar as calorias não faz emagrecer, queimá-las sim. E a melhor maneira de as fazer desaparecer é treinar os músculos e prever exercício no seu dia-a-dia.

Se conseguir fazer 30 minutos de exercício por dia, os músculos reforçam-se, a pele fica mais tonificada e a gordura derrete. 

A saúde também sairá beneficiada: as suas defesas imunitárias vão melhorar, os ossos e as articulações vão ficar mais fortes e todos os riscos de contrair doenças diminuirão. Entre elas diabetes, enfarte, cancro, depressão e acidente vascular cerebral. 

É importante que o exercício e alimentação sejam reforçados pela ajuda de um bom refirmante corporal como o BODY MILK REFIRMANTE Q10, para ajudar a sua pele, ou o BODY LOTION REFIRMANTE Q10

Vai sentir-se verdadeiramente bem! Conseguimos convencê-la? 

 

EXERCÍCIOS PARA UM LADO B FIRME

Este exercício simples é uma maneira de treinar os glúteos:

  • De pé, estabilize a sua posição apoiando-se nas costas de uma cadeira ou numa mesa e endireite as costas pondo a barriga para dentro.
  • Coloque a mão esquerda na anca.
  • Estenda a perna esquerda e levante-a lateralmente até sentir pressão no glúteo esquerdo.
  • Mantenha a posição durante alguns segundos e baixe novamente a perna.
  • Faça 10 - 16 repetições e descanse 20 segundos.
  • Em seguida, levante a mesma perna na mesma posição e faça 10 - 16 contrações do músculo em questão.
  • Descanse 20 segundos e repita a contração.
  • Troque de perna e repita o exercício.
  • Se tiver a sensação que o simples levantamento da perna representa já um esforço suficiente, descontraia-a e concentre-se completamente no levantamento.
 

NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

6. Emagreça bebendo água

Além de uma alimentação pouco saudável, as bebidas erradas são também grandes aliadas do excesso de peso. Bebidas gaseificadas, sumos de fruta e álcool contêm muito açúcar. Num litro de coca-cola escondem-se, por exemplo, quase 40 cubos de açúcar (110 gramas de açúcar). Por este motivo, se quiser alcançar o seu peso ideal, deve ter o cuidado ao escolher as bebidas certas. As bebidas perfeitas para emagrecer são: água e chá sem açúcar – pelo menos, 2 litros por dia, idealmente um pouco mais. Se achar que a água é demasiado aborrecida, pode tranquilamente torná-la um pouco mais saborosa. Hortelã fresca, limão, mas também framboesas ou sementes de romã em água são refrescantes e, além do mais, saudáveis.

7. Cada movimento conta

Elevador ou escadas? Automóvel ou bicicleta? A pé ou de transportes públicos? Dar um passeio ou ficar no sofá? 

Muitas vezes, são as pequenas decisões diárias que se refletem na nossa forma física. 

A corrida ou o ginásio não são as únicas atividades que influenciam positivamente a nossa balança. Cada movimento conta! Por isso, aproveite cada oportunidade para se mexer! 

 

NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

NIVEA Calculadora Índice de massa corporal

8. Tire tempo para comer

Quem come lentamente emagrece. Os estudos confirmam: quanto mais tempo dedicarmos à ingestão dos alimentos, mais claros são os sinais de saciedade provenientes do nosso intestino e menos comemos. 

Alguns cientistas da Universidade de Rhode Island descobriram que as pessoas que comem lentamente ingerem até 10% de calorias a menos. O motivo: o nosso cérebro apercebe-se que estamos saciados apenas ao fim de 15 - 20 minutos. 

Por esta razão, coma lentamente e de forma consciente. Apague o televisor e concentre-se no que tem no prato. Deste modo, irá aperceber-se verdadeiramente que está saciada. 
 
Com estas 8 sugestões obterá resultados muito depressa... E conseguirá mantê-los ao longo do tempo. Desejamos-lhe o maior sucesso no caminho para alcançar a forma que tanto deseja.