NIVEA MEN factos suados

FACTOS SUADOS

Suámos a camisa mas conseguimos. Eis alguns factos suados.

FACTOS SUADOS

Nem todo o suor é criado da mesma forma. Na verdade, existem dois tipos diferentes de suor, gerados por dois tipos distintos de glândulas. As glândulas écrinas, que podem ser encontradas nas mãos, pés e testa, produzem suor que é 99% água e, por conseguinte, bastante inofensivo para o nariz. As glândulas apócrinas, porém, encontram-se à volta das virilhas e nas axilas e são as grandes responsáveis pelo odor corporal único. Dependendo do tipo de situação "difícil" em que te encontras, um destes dois tipos de glândulas vai começar a trabalhar mais do que o habitual. Eis alguns cenários suados típicos:

NIVEA MEN factos suados

DESPORTO

Correr ou praticar qualquer actividade física obriga os teus músculos a trabalhar demais e aumenta a tua temperatura corporal. O exercício faz com que as glândulas écrinas produzam um misto de água, cloreto de sódio e potássio para ajudar a arrefecê-lo.

NIVEA MEN factos suados

ENCONTRO AMOROSO

Outro clássico. Os nervos por causa de um encontro escaldante podem facilmente provocar um caso de suor incontrolável. Isto pode envolver axilas molhadas, testa perlada de suor ou palmas molhadas, reacções que não só afastam qualquer contacto físico como também colocam um travão à mais romântica das situações com o seu cheiro desagradável. Considerando bem as coisas, não é um aspecto agradável.

NIVEA MEN factos suados

TRABALHO

Um prazo impossível ou uma reunião com o chefe podem facilmente desencadear um caso de «suor de stress». Até a dolorosa espera antes de uma reunião ou apresentação decisiva pode pôr-te a transpirar. Para alguns homens, o simples facto de pensarem que vão ficar suados é suficiente para desencadear o processo, criando um ciclo vicioso.

NIVEA MEN factos suados

SEXO

Dado que a grande maioria das tuas glândulas apócrinas se encontram nas partes baixas, percebe-se que a mais pequena excitação possa levá-las a produzir suor. Entra no quarto de um adolescente e cheirarás o que queremos dizer. Noutros primatas, os cheiros libertados pelas glândulas apócrinas chamam-se feromonas e são usados para atrair potenciais parceiros. Resta saber se estas feromonas existem de facto nos seres humanos - são muitas as informações contraditórias, pelo que a dúvida subsiste.