mulher deitada e a sorrir

Calcule o seu peso ideal

O índice de massa corporal (IMC) pode ajudar a identificar qual é o seu peso ideal com base na sua idade, altura e se é homem e mulher. Com este indicador pode identificar as melhores rotinas para o controlo de peso. Inclusivamente identificar se está com o peso baixo ou com determinado nível de obesidade.

Calculadora do índice de massa corporal (IMC)

Quer descobrir o seu peso ideal? O índice de massa corporal (IMC) pode ajudar a calculá-lo. O seu peso deve ser dividido pelo quadrado da sua altura. A idade e o peso também têm um papel específico. A fórmula para encontrar o seu peso ideal é a seguinte: (massa corporal em quilos) / (altura em metros)²

 

CÁLCULO DO IMC: DESCUBRA O SEU PESO IDEAL COM O ÍNDICE DE MASSA CORPORAL

Sexo:
feminino


30 kg150 kg
100 cm220 cm
22.8
Peso normal
Continue, está em excelente forma!
De acordo com o cálculo do IMC, o seu peso está dentro da normalidade. Mantenha-o, seguindo uma dieta adequada e a praticando exercício físico com alguma regularidade.

O que é que indica o índice de massa corporal?


O IMC indica a relação entre o peso e a altura. Conforme o resultado deste cálculo e consoante a idade e o sexo, a nossa calculadora de IMC consegue determinar um valor que indica exatamente se tem ou não um peso normal. A tabela do IMC apresentada ao lado contém uma classificação das diferentes categorias de peso em função da idade e oferece um panorama para compreender se o seu valor está no limite de outra categoria de peso. Por exemplo, poderá estar na categoria “peso normal” apesar de já estar perto de “peso baixo” ou da “pré obesidade”. Em função da sua constituição atual e do seu estado de saúde poderá ser necessário um aumento ou uma perda de peso. De qualquer forma, no caso de valores extremos, consulte o seu médico para identificar eventuais medidas a adoptar de forma a minimizar os riscos para a sua saúde.

As pessoas que fazem muito desporto apresentam frequentemente um índice de massa corporal muito elevado. Por esta razão, o mais indicado para elas é efetuar uma análise da gordura corporal.

Idade

18-24 anos

Peso Baixo

< 19

Peso Baixo

< 20


Peso normal

19 - 24

Peso normal

20 - 25


Pré obesidade

24 - 29

Pré obesidade

25 - 30


Obesidade

29 - 39

Obesidade

30 - 40


Obesidade grave

> 39

Obesidade grave

> 40

Idade

25-34 anos

Peso Baixo

< 20

Peso Baixo

< 21


Peso normal

20 - 25

Peso normal

21 - 26


Pré obesidade

25 - 30

Pré obesidade

26 - 31


Obesidade

30 - 40

Obesidade

31 - 41


Obesidade grave

> 40

Obesidade grave

> 41

Idade

34-44 anos

Peso Baixo

< 21

Peso Baixo

< 22


Peso normal

21 - 26

Peso normal

22 - 27


Pré obesidade

26 - 31

Pré obesidade

27 - 32


Obesidade

31 - 41

Obesidade

32 - 42


Obesidade grave

> 41

Obesidade grave

> 42

Idade

45-54 anos

Peso Baixo

< 22

Peso Baixo

< 23


Peso normal

22 - 27

Peso normal

23 - 28


Pré obesidade

27 - 32

Pré obesidade

28 - 33


Obesidade

32 - 42

Obesidade

33 - 43


Obesidade grave

> 42

Obesidade grave

> 43

Idade

55-64 anos

Peso Baixo

< 23

Peso Baixo

< 24


Peso normal

23 - 28

Peso normal

24 - 29


Pré obesidade

28 - 33

Pré obesidade

29 - 34


Obesidade

33 - 43

Obesidade

34 - 44


Obesidade grave

> 43

Obesidade grave

> 44

Idade

65+

Peso Baixo

< 24

Peso Baixo

< 25


Peso normal

24 - 29

Peso normal

25 - 30


Pré obesidade

29 - 34

Pré obesidade

30 - 35


Obesidade

34 - 44

Obesidade

35 - 45


Obesidade grave

> 44

Obesidade grave

> 45

Idade Peso Baixo Peso normal Pré obesidade Obesidade Obesidade
grave
18 - 24 < 20 20 - 25 25 - 30 30 - 40 > 40
25 - 34 < 21 21 - 26 26 - 31 31 - 41 > 41
35 - 44 < 22 22 - 27 27 - 32 32 - 42 > 42
45 - 54 < 23 23 - 28 28 - 33 33 - 43 > 43
55 - 64 < 24 24 - 29 29 - 34 34 - 44 > 44
65+ < 25 25 - 30 30 - 35 35 - 45 > 45
Idade Peso Baixo Peso normal Pré obesidade Obesidade Obesidade
grave
18 - 24 < 19 19 - 24 24 - 29 29 - 39 > 39
25 - 34 < 20 20 - 25 25 - 30 30 - 40 > 40
35 - 44 < 21 21 - 26 26 - 31 31 - 41 > 41
45 - 54 < 22 22 - 27 27 - 32 32 - 42 > 42
55 - 64 < 23 23 - 28 28 - 33 33 - 43 > 43
65+ < 24 24 - 29 29 - 34 34 - 44 > 44

O que é e o que indica o índice de Massa Corporal

O índice de massa corporal é uma ferramenta poderosa para o controlo de peso. A classificação do IMC é a relação entre peso e altura e o cálculo é feito de acordo com a fórmula: IMC = peso/ (altura x altura). A tabela dos valores de referência indica se:

  • Peso baixo, quando o resultado é menor que 18,5 kg/m2;
  • Peso normal, quando o resultado está entre 18,5 e 24,9 kg/m2;
  • Pré-obesidade, quando o resultado está entre 24,9 e 30 kg/m2;
  • Obesidade, quando o resultado é maior que 30 kg/m2.

Conforme o resultado deste cálculo, consegue determinar se se encontra no peso ideal para a sua idade e altura. A tabela do IMC apresentada ao lado, contém uma classificação das diferentes categorias de peso em função da idade e oferece um panorama para compreender se o seu valor está no limite de outra categoria de peso. Por exemplo, poderá estar na categoria “peso normal” apesar de já estar perto de “peso baixo” ou da “pré obesidade”. Em função da sua constituição atual e do seu estado de saúde, poderá ser necessário um aumento ou uma perda de peso. De qualquer forma, no caso de valores extremos, consulte o seu médico para identificar eventuais medidas a adoptar de forma a minimizar os riscos para a sua saúde. As pessoas que fazem muito desporto apresentam frequentemente um índice de massa corporal muito elevado. Por esta razão, o mais indicado para elas é efetuar uma análise da gordura corporal.

Descubra o significado de cada indicador

Peso Baixo

Ter um peso abaixo do normal é tão pouco saudável e tanto pior do que ter excesso de peso. Uma mulher tem um peso baixo quando o seu valor de IMC é inferior a 19, enquanto para um homem o limiar é 20. Um peso abaixo do normal pode ser provocado por diferentes fatores. Poderá ser uma decisão voluntária, como uma privação alimentar ou distúrbios do comportamento alimentar, como anorexia e bulimia, que necessitam do aconselhamento de um médico. Estes distúrbios alimentares podem atingir tanto homens como mulheres, independentemente da idade. Em muitas situações é necessário a intervenção do ambiente social e de especialistas, para poder realizar uma mudança de alimentação e de mentalidade a longo prazo. Entre as causas adicionais que provocam esta falta de peso, encontramos as doenças metabólicas como o hipertiroidismo ou a diabetes, parasitas, doenças inflamatórias intestinais como Sindrome de Crohn, intolerâncias alimentares ou doenças hepáticas. Também os fatores psíquicos, como o stress, podem ainda gerar falta de apetite e, por conseguinte, magreza extrema. Se estiver abaixo dos valores normais, deve consultar um médico para receber aconselhamento nutricional. É necessário ter em atenção começar a ter uma alimentação rica em nutrientes e calorias. O desporto e o aumento da massa muscular ajudam também a aumentar o peso.

Peso Normal

Por peso normal entende-se o peso natural ou ideal de uma pessoa dependendo da idade e do sexo. Para as mulheres, é desejável ter um índice de massa corporal entre 19 e 24, enquanto para os homens o IMC deve situar-se entre 20 e 25. Estes intervalos indicam, na realidade, que existe uma perfeita harmonia entre o peso e a altura, ou seja, no que diz respeito à alimentação e saúde, tem feito, até hoje, muitas escolhas corretas. Uma alimentação equilibrada e uma dose suficiente de exercício ajudam a manter-se em forma.

Excesso de peso

O termo excesso de peso é relativo a três categorias: pré obesidade (o IMC está compreendido entre 24 e 30 para as mulheres e 25 e 30 para os homens), a obesidade (com um IMC entre 30 e 40 tanto para os homens como para as mulheres) e a obesidade grave (com um IMC superior a 40 tanto para os homens como para as mulheres). Se tiver peso a mais, deve em qualquer caso consultar um médico e um nutricionista, uma vez que existe o risco de desenvolver doenças cardiovasculares. Para ter um panorama mais fiável do seu tipo de excesso de peso, deve consultar o seu médico. Com a ajuda do médico poderá analisar a composição do seu corpo em termos de percentagem de massa gorda, massa muscular e água. A partir daqui, serão definidos os objetivos que não se concentrarão necessariamente apenas numa diminuição do peso corporal. Um instrumento particularmente apreciado para medir os seus progressos é a fita métrica. No início do seu novo programa alimentar, meça os seus pontos críticos: barriga, cintura e peito, em intervalos regulares ou quando se aperceber que as roupas estão lentamente a ficar mais largas, meça-os novamente. A vantagem: deste modo, eventuais oscilações de peso provocadas por retenção de líquidos ou pela menstruação, que se manifestam na balança como quilos a mais, não irão perturbar o seu humor. A fita métrica irá mostrar que continua a perder centímetro.

Obesidade

Por obesidade entende-se a obesidade patológica que pode atingir homens, mulheres e crianças, sem distinção de classes sociais. Nos homens e nas mulheres falamos de obesidade quando o IMC está compreendido entre 30 e 40 e de obesidade grave quando IMC é superior a 40. Caso tenha um valor destes, aconselhamos que consulte o seu médico de família para controlar o estado de saúde, a pressão arterial e os valores do sangue. As doenças cardiovasculares estão frequentemente associadas a um IMC elevado, por exemplo. Neste caso, até mesmo a distribuição de massa gorda tem um papel fundamental. Nas pessoas que apresentam um corpo “em forma de maçã” a maior parte das reservas de gordura deposita-se na região abdominal e, por conseguinte, também à volta dos órgãos internos. Estas pessoas estão, por isso, mais sujeitas ao risco de sofrerem de doenças cardiovasculares no futuro. As pessoas com um corpo “em forma de pera”, em que as camadas de gordura se acumulam normalmente nas ancas e coxas, correm menos esse risco. Se o corpo receber demasiada energia, mais do que aquela que consegue gastar, esta transforma-se em gordura. Com o tempo, acumulam-se alguns quilos em excesso. Entre os motivos adicionais para um aumento de peso tão elevado, estão também as doenças metabólicas, como por exemplo o hipertiroidismo ou diabetes, além dos desequilíbrios hormonais da gravidez ou da menopausa. Se sofre de obesidade e obesidade grave é absolutamente necessário que reduza o seu peso corporal. Desta forma, não é apenas o seu aparelho locomotor que se torna mais leve mas, a cada quilo perdido, diminui o seu risco de doenças cardiovasculares, cancro, diabetes, gota, enfarte ou trombose.

O essencial para manter o peso ideal

1Calcule o seu IMC

O excesso de peso ou a falta de peso são ambos prejudiciais para a sua saúde. Chegou o momento de agir! O melhor é consultar um médico e pedir a ajuda de um nutricionista, mesmo que se encontre no peso normal.

2Alimentação equilibrada

As dietas são essenciais para o controlo de peso, mas não desrespeite o seu corpo para que não passe pelo efeito iô-iô. Escolha uma rotina alimentar variada e com opções equilibradas para chegar ao peso ideal e conseguir mantê-lo. E ingira, pelo menos, 1,5l de água por dia.

3Evitar comida processada

O nosso metabolismo não está preparado para digerir corantes, conservantes e intensificadores de sabores. A alimentação industrial afeta o equilíbrio hormonal e o corpo não recebe substâncias nutritivas suficientes.

4Não coma com fome

Opte por fazer 5 a 6 refeições de forma a reduzir as porções e nunca ficar "cheia de fome". Até porque quando temos fome, temos automaticamente tendência para comprar compulsivamente produtos alimentares menos saudáveis.

5Seja ativa

O seu corpo gosta e precisa de se exercitar. Se não faz desporto ou exercício regular, propomos que caminhe 30 minutos diários e/ou suba escadas durante 30 minutos. Convide uma amiga ou até a família para um "passeio higiénico diário".

6Respeite as pausas

Aprecie os detalhes da sua rotina, seja de manhã, à noite ou nas suas refeições. Não faça nada em "piloto automático" e aproveite estas pausas do dia para relaxar.

7Tire tempo para cuidar de si

Cuide de si, da sua pele e cabelo. Olhe ao espelho e aprecie cada momento da aplicação dos seus produtos de cuidado pessoal e beleza. São momentos revigorantes e de relaxamento.


Dicas para manter o peso ideal

O controlo de peso é uma questão comum, seja o seu objetivo emagrecer, engordar, ganhar massa muscular ou simplesmente manter a silhueta que tanto favorece o seu visual e a sua autoconfiança. Falámos em 7 passos essenciais para uma rotina saudável para manter a sensação de bem-estar e um estilo de vida saudável. Tudo começa na alimentação, hidratação, no nosso nível de atividade e a nossa capacidade de relaxar. Agora vamos partilhar um pouco sobre a alimentação, os melhores exercícios para fazer em casa e onde quiser e até quais os cuidados pessoais e de beleza que pode incluir no seu dia a dia para aumentar a sua auto-estima e qualidade de vida.
mulher a comer uma salada

Coma de 2h30 em 2h30, nunca exceda as 3h. Assim, nunca terá fome e vai conseguir controlar a saciedade e porções de comida. A ingestão de líquidos, água, é muito importante. Tanto para "limpar" o corpo como para hidratar mas também ajudam a um corpo com uma pele espetacular e a combater a celulite.

Rotina alimentar é um dos segredos

Seja qual for o resultado da Calculadora IMC, é importante para qualquer pessoa uma boa alimentação rica em vitaminas, sais minerais e proteína. Com todos os benefícios para manter a energia e o seu bem-estar, mesmo em alturas de grande stress.

"Preciso de perder peso"
Voltar a vestir um vestido antigo, a época da praia à porta, um encontro importante: numerosos são os motivos que nos levam a fazer dieta para perder peso. E muitas vezes pretendemos ter resultados rápidos, como perder 10 quilos em 2 semanas. Mas perder peso de forma rápida, não é saudável. Até porque o nosso corpo vinga-se da privação e restrição calórica repentina, quando volta aos velhos hábitos, volta a engordar, o chamado efeito io-io. Por esta razão, em primeiro lugar temos de assumir pequenos hábitos, alterar passo a passo a nossa rotina. Até para que a sua dieta para controlo de peso não seja um sacrifício e sim momentos de prazer, que lhe dão motivação para continuar. É muito importante emagrecer, perder peso de forma saudável.

Para controlar o peso, tenho que praticar desporto?

A Direção Geral da Saúde Portuguesa tem um programa de promoção da vida ativa. Recomenda que os adultos acumulem, pelo menos, 150 minutos por semana de atividade física de intensidade a moderada, ou 75 minutos de atividades vigorosas (ou uma combinação equivalente). Adicionalmente, devem praticar atividades que contribuam para melhorar ou manter a força e resistência musculares, pelo menos, duas vezes por semana.

 

pernas de mulher em corrida

Quais os melhores exercícios para perder peso ou manter a forma?

Quer emagrecer ou simplesmente ganhar massa muscular e manter a forma? Temos alguns exercícios ótimos para fazer em casa e sugestões pós-treino para acompanharem a sua alimentação e hidratação. Claro que temos de cuidar da nossa pele, principalmente se está a eliminar peso e num processo de emagrecimento.

Pele firme, tonificada, sem celulite e com o mínimo de estrias

Perder peso e até ganhar é um processo em que temos sempre perda de elasticidade da pele ou a pele precisa de tempo e cuidados para recuperar a forma perfeita da sua silhueta. Em todo o processo, é essencial a escolha de uma rotina certa tal como os produtos de cuidado pessoal e beleza para o seu tipo de pele e objetivos. Temos vários artigos em que pode consultar e descobrir o que fazer para tonificar a pele, eliminar a celulite e até combater as estrias.

mulher a fazer exercicio fisico