Mitos de beleza: verdadeiro ou falso?

HORA DE ACABAR COM OS MITOS ANTIQUADOS!

As dicas da sua avó ou da sua mãe costumam ser boas e eficazes, mas algumas não passam de lendas. Investigamos vinte mitos de beleza e vamos actualizá-las com base nas últimas descobertas científicas.

Sobre erros genuínos e falsas crenças

6

O que é um mito?

Este termo de origem grega significa um conceito errado no qual muitas pessoas acreditam sem verificar a veracidade, embora tenha, com o passar dos anos, perdido o vínculo com as actuais descobertas científicas. Porque é que os mitos permanecem na nossa consciência por tanto tempo? Porque aprendemos certas coisas em crianças e nunca as esquecemos, passando a repeti-las na nossa rotina de higienização diária desde então, pelo simples facto de acreditarmos ser verdade e por estarmos acostumados a agir dessa forma. Vamos testar certas crenças sobre cuidados da pele e cuidados capilares, revelando erros de deixar o cabelo em pé e verdades nuas e cruas. Tire essas falsas crenças da cabeça!

Mitos sobre o seu rosto

Quem acreditou realmente que a pasta de dentes poderia ser útil contra as borbulhas? Algumas mitos surgem por acidente e duram gerações. Recolhemos alguns mitos sobre cuidado do rosto e expomos a verdade por trás de tantos falsos conceitos.

Cuidado do Rosto: será que estes mitos são falsos?

Mito: A sua pele fica viciada em hidratantes

Claro que não. A sua pele não se ajusta ao tratamento que recebe reduzindo a produção de humidade e lípidos. Os cremes apenas equilibram a carência destas substâncias e fortalecem as camadas protectoras naturais da nossa pele.

Cuidado do Rosto: será que estes mitos são falsos?

Mito: Pode usar-se uma toalha para massajar o rosto

Totalmente falso. É preciso ter cuidado ao secar o rosto. Dê ligeiras palmadinhas com uma toalha após a limpeza. Isto pode ser mais demorado, mas é menos stressante para a sua pele.

Cuidado do Rosto: será que estes mitos são falsos?

Mito: A exfoliação resseca a pele

De todo. Uma exfoliação suave remove impurezas e células mortas, estimula a regeneração celular e aumenta a circulação sanguínea nas camadas superiores da pele, além de reduzir o excesso de óleo sem interromper o equilíbrio da pele ou ressecá-la.

Cuidado do Rosto: será que estes mitos são falsos?

Mito: Pasta de dentes ajuda a secar borbulhas

Péssima ideia! Algumas pastas de dentes contêm zinco e têm realmente um efeito secante e anti-inflamatório, mas muitas também contém flúor e mentol. Estes ingredientes irritam a pele e podem até piorar as borbulhas.

Mitos sobre o cabelo

Temos seis milhões de fios de cabelo nas nossas cabeças e uma série de mitos sobre como cuidar do cabelo e a forma como cresce. O que é que as crenças sobre o cabelo e o shampoo têm em comum? Em algum momento, terão de sair das nossas cabeças. Então, vamos lá!

Cuidados capilares: chega de tradições ultrapassadas!

Mito: Cortar as pontas auxilia no crescimento dos fios

Infelizmente, não. O cabelo não cresce mais rapidamente nem fica mais espesso por isso — mesmo que vá ao cabeleireiro todos os meses. A raiz do cabelo é a responsável pelo seu crescimento e não é estimulada pelo corte.

Cuidados capilares: chega de tradições ultrapassadas!

Mito: Escovar o cabelo 100 vezes por dia ajuda a dar brilho

Longe disso. Pentear o cabelo com frequência estimula a circulação do couro cabeludo e, com ela, a produção de sebo — o que significa que o óleo produzido naturalmente também se espalha pelos fios. É a camada oleosa que faz com que o cabelo pareça brilhante.

Cuidados capilares: chega de tradições ultrapassadas!

Mito: É melhor cortar o cabelo na lua cheia

Talvez. As marés comprovam o quanto a lua influencia a água do mar. As pessoas acreditam no poder da lua e acreditam que ela também afecta o equilíbrio hídrico do nosso corpo e cabelo, além de fazê-lo crescer mais rapidamente se cortado durante o quarto crescente.

Cuidados capilares: chega de tradições ultrapassadas!

Mito: Cerveja e ovos são óptimos para fortalecer o cabelo

Sem dúvida. Misture uma gema de ovo com azeite, deixe agir durante bastante tempo e enxagúe bem — esta versão caseira de um condicionador deixará o seu cabelo mais brilhante. A cerveja deixa o cabelo mais resistente, mas, infelizmente, o cheiro não é agradável.

Mitos sobre o corpo

Investigamos de perto algumas crenças sobre beleza — da cabeça aos pés. Transpirar emagrece? Só um boato e nada mais. Só devemos beber água quando estivermos com muita sede? Seja qual for a verdade, aceite-a.

Cuidados com o corpo: a verdade nua e crua

Mito: Dormimos melhor quando nos deitamos antes da meia-noite

Errado: O importante neste processo é que as fases de sono profundo — momento em que mente e corpo recuperam — ocorrem principalmente durante as cinco primeiras horas de sono. Deitar antes ou depois da meia-noite não faz a mínima diferença.

Cuidados com o corpo: a verdade nua e crua

Mito: É impossível beber água em excesso

Pelo contrário. Água em excesso pode ser prejudicial ao corpo. Quando transpiramos demais, o corpo perde muito sal. A recomendação de beber 2 a 3 litros de água por dia é arbitrária, já que isto pode variar dependendo do seu peso corporal e da prática de actividade física.

Cuidados com o corpo: a verdade nua e crua

Mito: A transpiração ajuda a modelar o corpo!

Na verdade, não. O suor aumenta a sensação de bem-estar, mas não emagrece. Seja durante a prática de desporto ou na sauna: a água que perdemos com a transpiração é reposta assim que ingerimos líquidos.

Cuidados com o corpo: a verdade nua e crua

Mito: O suor das axilas cheira sempre mal

De todo! A humidade nas axilas é inodora. O aroma desagradável só acontece quando as próprias bactérias do corpo começam a decompor o suor.

Cuidados com o corpo: a verdade nua e crua

MIto: Cruzar as pernas causa varizes

Esqueça isso. Apesar de as varizes começarem geralmente na parte de trás dos joelhos, o acto de cruzar as penas não tem nada a ver. Distúrbios vasculares ocorrem principalmente devido a deficiências genéticas do tecido conjuntivo.

Cuidados com o corpo: a verdade nua e crua

Mito: A depilação com lâmina engrossa o pêlo

Mentira. Quando cresce, o pêlo rapado só aparenta estar mais grosso porque todos estão do mesmo tamanho.

Cuidados com o corpo: a verdade nua e crua

Mito: Banhos demorados demais ressecam a pele

Em princípio, isto é verdade. Mas se observar algumas regras básicas, é possível desfrutar do seu banho sem quaisquer preocupações. Temperatura: 38 graus. Duração: até, no máximo, 30 minutos.

Crenças diárias

O que está por trás do boato de que carros não são apenas solários de quatro rodas? Compreenda algumas crenças comuns e exponha algumas crenças de beleza curiosas.

Crenças internas e externas

Mito: O chocolate causa borbulhas

Errado. Uma dieta pouco saudável pode ter um efeito negativo na aparência da sua pele. No entanto, poros obstruídos são os principais responsáveis por borbulhas, causadas pelo aumento da produção de sebo e de células córneas — e os principais motivos para isso são: o seu estado hormonal.

Crenças internas e externas

Mito: Manchas nas unhas são causadas por falta de cálcio

Mentira. O mais provável é que a causa destas manchas sejam pequenas lacerações nas áreas de crescimento das unhas.

Crenças internas e externas

Mito: Ler com pouca luz é prejudicial

Mentira. Ler sob as mantas com o auxílio de uma lanterna não prejudica a sua visão. Embora o músculo dos olhos tenha de trabalhar mais em função da luz escassa, a sua visão não fica debilitada por isso.

Crenças internas e externas

Mito: O bronzeado protege contra queimaduras solares

Verdade, em parte. Se for de férias com um leve bronzeado prévio, precisará de um factor de protecção UV inferior, mas não pense que pode confiar apenas num autobronzeador, porque esses produtos não protegem contra queimaduras solares.

Crenças internas e externas

Mito: Não é possível queimarmo-nos no carro

Verdade, mas até certo ponto. 35% dos raios UVB e a maior parte da radiação UVA são transmitidos através do vidro, o que significa que podem queimar e danificar a pele — a menos que use um creme com o factor de protecção solar adequado.